Menstruação

A prática de algumas posturas do Yoga foi comprovada cientificamente como eficiente no combate aos sintomas da TPM.

Esses desconfortos atingem mulheres de diferentes idades e vão de dores de cabeça leves até cólicas tão intensas que tem quem nem consiga levantar da cama!

(você já pode dar uma olhada no artigo da Ananda Ruguê sobre o ponto de vista ayurvédico da TPM, AQUI!)

Supta Baddha Konasana (de 5 a 8 minutos) 

Sente-se com os pés juntos e joelhos separados, vestindo o cinto como uma camiseta, por cima.

Deixe o cinto na base da coluna, na linha do sacro, passe-o por debaixo dos pés e feche-o com a tensão de uma corda de violão.

Deite-se sobre o almofadão, tendo uma manta para a cabeça. O queixo na direção do peito, mas sem pressão.

Essa postura é especialmente benéfica para cólicas menstruais muito doloridas. Se você sentir incomodo nas virilhas, coloque um suporte (cobertor ou bloco) embaixo dos joelhos. Atenção para que o tamanho do suporte seja igual dos dois lados.

Supta Swastikasana (de 3 a 5 minutos de cada lado)

Cruze as pernas em swastikasana, deixando a perna direita sobre a esquerda, com os pés debaixo das coxas, como na foto.

Deite-se sobre o almofadão, tendo uma manta para a cabeça.

Eleve os dois braços para o teto, segure com a mão direta o cotovelo esquerdo, e com a mão esquerda o cotovelo direto, em seguida desça os braços sobre a cabeça e apoie-os no suporte.

Após alguns minutos volte os braços, eleve o tronco e troque o cruze das pernas, deite-se seguindo o mesmo processo, e troque cruze dos braços.

Upavistha Konasana simplificado (3 minutos)

Sente-se sobre um apoio (cobertor), estique as pernas lateralmente.

Esse alongamento horizontal irá relaxar o ventre e por consequência o útero. É muito importante que você mantenha os pés e as pernas firmes, com os joelhos apontados para o teto, sem permitir que eles girem para fora.

Empurre delicadamente as pontas dos dedos das mãos no apoio em que você se sentou, para criar uma elevação na coluna.

Uttana Upavistha Konasana (de 3 a 5 minutos)

A partir de upavistha konasana use suportes para reclinar seu tronco para frente.

Nessa postura é importante que você descanse completamente o abdômen no apoio, de forma que os órgãos internos possam igualmente relaxar.

Observe a foto e coloque quanto apoio for necessário para seu corpo.

Mantenha as pernas e pés firmes, com os joelhos apontados para o teto, sem permitir que eles girem para fora.

Os braços auxiliam o estiramento do tronco delicadamente para frente.

Baddha Konasana simplificado (3 minutos)

Sente-se sobre um suporte, mantendo as plantas dos pés unidas, e separe os joelhos. Verifique o eixo do corpo: parte de trás da cabeça e base da coluna em uma linha reta.

Perceba as virilhas relaxadas, e se isso for incomodo use um suporte (cobertor ou bloco) embaixo de cada joelho. O relaxamento das virilhas e coxas internas é essencial para o relaxamento dos órgãos internos, principalmente o útero.

Segure os dedões dos pés e estenda o troco verticalmente desde a base da coluna.

Setu Banddha Sarvangasana (5 minutos)

Sente-se na ponta do almofadão, e coloque um cinto no meio das coxas para manter as pernas juntas.

Deite-se sobre o almofadão, mantendo os joelhos dobrados e os pés no chão.

Estique-se para trás, e ao mesmo tempo estenda as pernas para frente, empurrando a parede com seus pés, até que suas pernas fiquem completamente esticadas.

Os pés ficarão juntos sobre o bloco e as costas sobre o almofadão, com os ombros e cabeça no chão, como na foto.

Você sentirá uma abertura na altura do peito.

Relaxe os ombros. Relaxe a garganta. O queixo ficará levemente direcionado para o peito. Respire longo, profundo e lento.

Savasana (de 5 a 8 minutos)

Deite-se com uma manta embaixo da cabeça, de forma que ela toque a ponta de seus ombros segurando todo seu pescoço.

Coloque o almofadão embaixo dos joelhos, de forma que a dobra entre os quadris e as pernas fique funda e relaxada. Esse ângulo cria um relaxamento natural no útero.

Observe se seu corpo está alinhado ao deitar-se, com pernas e braços proporcionalmente afastados.

Relaxe completamente.

Mantenha o foco na respiração. Suave e profunda. Sem esforço.

Savasana ou a postura do cadáver tem originalmente o objetivo de ser uma iniciação à meditação, portanto mantenha sua mente tranquila, sem pensamentos.